Polícia

PMA fecha rinha, apreende 14 galos e autua dois em R$ 28 mil por maus-tratos

  Durante fiscalização em uma propriedade rural de Costa Rica, cidade distante 330 quilômetros de Campo Grande, no final da tarde dessa sexta-feira (6), policiais Militares Ambientais fecharam uma rinha e autuou duas pessoas em flagrante em R$ 28 mil e apreendeu 14 galos. Segundo informações policiais lá funcionava uma rinha e foram encontrados 14 […]

Mariana Rodrigues Publicado em 07/07/2018, às 11h48 - Atualizado às 13h49

None

PMA fecha rinha, apreende 14 galos e autua dois em R$ 28 mil por maus-tratos
Fotos: Divulgação/PMA

Durante fiscalização em uma propriedade rural de Costa Rica, cidade distante 330 quilômetros de Campo Grande, no final da tarde dessa sexta-feira (6), policiais Militares Ambientais fecharam uma rinha e autuou duas pessoas em flagrante em R$ 28 mil e apreendeu 14 galos.

Segundo informações policiais lá funcionava uma rinha e foram encontrados 14 animais domésticos da espécie galo-índio (Gallus gallus domesticus) em seis gaiolas. Os animais eram mantidos confinados em gaiolas de madeira apertadas e em viveiro de tela.

Eles tinham restrição de movimentos, privação de luz solar e circulação aérea inadequada e apresentavam diversos ferimentos na crista, peito e em várias outras partes do corpo, todas as aves apresentavam mutilações, com as esporas cortadas, sinais característicos de emprego dos animais em rinhas, conforme informou os policiais.

Ainda conforme informações, foram encontradas ainda, uma arena utilizada para colocar os animais em briga, capas para transportar os animais, biqueiras e esporas artificiais. Animais, caixas e os petrechos artificiais para briga foram apreendidos.

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou o proprietário de 44 anos, e o responsável pelo local de 43 anos. Eles foram autuados administrativamente e multados em R$ 14 mil cada um.

Eles foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil da cidade, juntamente com os animais e materiais apreendidos e responderão por crime ambiental de maus-tratos a animais. Se condenados, poderão pegar pena de três meses a uma no de detenção.

Jornal Midiamax