PMA autua proprietário rural por exploração ilegal de madeira

Um proprietário rural, de 60 anos, foi autuado por exploração ilegal de madeira na última quinta-feira (21), em sua propriedade localizada no distrito conhecido como linha 23, no município de Angélica, a 273 km de Campo Grande. O infrator utilizou uma máquina escavadeira para enterrar 15 árvores derrubadas por ele da vegetação do cerrado, da […]
| 22/06/2018
- 19:28
PMA autua proprietário rural por exploração ilegal de madeira

Um proprietário rural, de 60 anos, foi autuado por exploração ilegal de madeira na última quinta-feira (21), em sua propriedade localizada no distrito conhecido como linha 23, no município de Angélica, a 273 km de Campo Grande.

O infrator utilizou uma máquina escavadeira para enterrar 15 árvores derrubadas por ele da vegetação do cerrado, da espécie pau-terra de grande e médio porte, com o objetivo de burlar a fiscalização dos PMA (Policiais Militares Ambientais) de Batayporã.

Segundo a nota da assessoria, a área estava sendo preparada para o plantio de mandioca, sem autorização ambiental. As atividades foram interditadas e o maquinário foi apreendido. O fazendeiro responderá por crime ambiental. A pena é de s eis meses a um ano de detenção. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 4.500,00.

O infrator, residente em Angélica, foi notificado a apresentar um Plano de Recuperação de Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental.

*Texto de Larissa

Veja também

Últimas notícias