Polícia

‘Grãos de Ouro’ chega a 3 cidades do interior com busca e apreensão

Ao menos três cidades do interior de Mato Grosso do Sul contam nesta manhã com equipes do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), que deflagrou nesta quarta-feira (8) a operação “Grãos de Ouro”. De acordo com as imprensas locais, os municípios de Chapadão do Sul, a 321 km de Campo Grande; […]

Guilherme Cavalcante Publicado em 08/08/2018, às 09h53 - Atualizado às 18h10

(Foto: Cleber Gellio | Midiamax)
(Foto: Cleber Gellio | Midiamax) - (Foto: Cleber Gellio | Midiamax)

Ao menos três cidades do interior de Mato Grosso do Sul contam nesta manhã com equipes do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), que deflagrou nesta quarta-feira (8) a operação “Grãos de Ouro”. De acordo com as imprensas locais, os municípios de Chapadão do Sul, a 321 km de Campo Grande; Costa Rica, a 321 km; e Itaporã, a 227 km, contam com agentes do Gaeco, que recebem apoio operacional dos batalhões de Polícia Militar das localidades.

De acordo com o site Chapadense News, em Chapadão do Sul, agentes do Gaeco teriam ido a várias empresas da cidade a fim de cumprirmandados de Busca e Apreensão. Em Itaporã, de acordo com o Itaporã News, são dois mandados, um na sede do município e outro no distrito de Montese. Já em Costa Rica, um mandato de prisão preventiva teria sido cumprido. Não há mais detalhamentos sobre este braço da operação.

A operação visa cumprir 104 mandados de busca e apreensão, além de 32 de prisão preventiva, referentes à esquemas de sonegação fiscal em empresas de corretagem de soja no Estado, de acordo com informações do MPE-MT (Ministério Público Estadual de Mato Grosso).

Em Cuiabá, a cerca de 710 km de Campo Grande, um dos alvos teria sido a empresa Efraim Agronegócios que negocia soja, cujo escritório é localizado no edifício comercial SB Tower. Um mandado de prisão estaria sendo cumprido em condomínio de luxo na capital de Mato Grosso. Além de MS e MT,os Estados de São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul também contam com alvos da força-tarefa.

O primeiro mandado cumprido pelo Gaeco em Campo Grande, ainda no começo da manhã, foi acompanhado por uma equipe de TV da Capital. Todavia, a assessoria do órgão ainda não se manifestou sobre um eventual vazamento de informação, e prometeu uma coletiva para detalhar a operação às 15h de hoje.

Jornal Midiamax