Polícia

Jovem executada em roda de tereré seria integrante de facção criminosa

Marynaira Ruiz Nogueira da Cruz, de 18 anos, executada em frente à casa de um amigo no fim da tarde desta segunda-feira (16), na cidade de Coxim, a 436 quilômetros de Campo Grande, teria ligações com o crime e seria integrante de uma facção criminosa. Ela estava tomando tereré em frente à casa de Francisco […]

Thatiana Melo Publicado em 17/07/2018, às 06h50 - Atualizado em 18/07/2018, às 10h25

None

Marynaira Ruiz Nogueira da Cruz, de 18 anos, executada em frente à casa de um amigo no fim da tarde desta segunda-feira (16), na cidade de Coxim, a 436 quilômetros de Campo Grande, teria ligações com o crime e seria integrante de uma facção criminosa.

Ela estava tomando tereré em frente à casa de Francisco Batista Nascimento, de 27 anos, quando duas pessoas chegaram em uma motocicleta e efetuaram vários disparos. Marynaira foi atingida por nove disparos de pistola 9mm e Francisco por dois tiros, sendo um nas mãos e outro na perna. Ele foi levado para o hospital da cidade e não corre risco de morte.

Segundo o site Edição Notícias, tanto Maynaira como Francisco eram integrantes de facção criminosa. A jovem não tinha passagens pela polícia, mas em junho ela tinha sido testemunha de um feminicídio, quando uma mulher foi morta com 17 facadas.

Já Chico como era conhecido tinha passagens por tráfico de drogas e estava em liberdade condicional com a obrigação de usar tornozeleira eletrônica. Agora a polícia tenta identificar e prender os autores do crime.

Jornal Midiamax