Polícia

Interino: delegado de combate ao crime organizado assume a PF em MS

MJ adiou nomeação do novo superintendente 

Arlindo Florentino Publicado em 30/01/2018, às 15h03

None

MJ adiou nomeação do novo superintendente 

Enquanto aguarda a nomeação do novo superintendente, a Polícia Federal de Mato Grosso do Sul, vem sendo comandada pelo Delegado Regional de Combate ao Crime Organizado, Cléo Mazotti. O Ministério da Justiça adiou a nomeação do superintendente indicado, Luciano Flores, conhecido por ter interrogado o ex-presidente Lula na Operação Lava Jato.

De acordo com assessoria da PF, ainda não uma data definida para nomeação do novo superintende. Mazotti tem se destacado em Mato Grosso do Sul, por estar diretamente ligado às principais investigações no Estado, como a Lama Asfáltica e a Ouro de Ofir. 

O superintende interino responde pelo cargo há alguns dias e o ritmo de trabalho, com algumas operações sendo desenvolvidas, não sofrendo qualquer prejuízo.

A nomeação do novo superintendente depende apenas do Ministério da Justiça. O ex-superintendente de MS, Ricardo Cubas César, foi designado par assumir um cargo em Curitiba/PR.

O Jornal Midiamax apurou que o mais o delegado Luciano Flores deve ser o indicado para comandar a Polícia Federal em Mato Grosso do Sul. Ele é integrante da força-tarefa responsável pela Lava Jato, e teve repercussão nacional em março de 2016, quando interrogou o ex-presidente Lula, no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Jornal Midiamax