Polícia

Forte esquema de segurança é montado para audiência de acusados de decapitação

O jovem foi decapitado a mando do PCC

Matheus Aranda Publicado em 04/05/2018, às 14h23 - Atualizado às 17h36

Foto: Clayton Neves
Foto: Clayton Neves - Foto: Clayton Neves

Um forte esquema de segurança foi montado no plenário do tribunal do juri na tarde desta sexta-feira (04) para audiência dos 7 acusados envolvidos na morte de Rudnei Silva, decapitado a mando do PCC (Primeiro Comando da Capital), em outubro do ano passado, em Campo Grande.

Forte esquema de segurança é montado para audiência de acusados de decapitação
Foto: Clayton Neves

O juiz titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, Carlos Alberto Garcete de Almeida, solicitou uma escolta para cada acusado e Policiais Militares e do Batalhão de Choque estão no local.

O ASSASSINATO

O corpo de Rudnei foi encontrado em uma casa enrolado em um cobertor com a cabeça ao lado, no Bairro Santa Emília. A vítima foi levada até a residência, onde passou pelo julgamento.

Ao ser ‘condenado’ pelo grupo, o jovem foi levado até o banheiro, amarrado e deitado no chão onde foi assassinado. Uma adolescente de 17 anos também teria participado da execução, que teria acontecido por causa de uma guerra entre as facções do PCC e CV (Comando Vermelho).

Jornal Midiamax