Polícia

Golpista usava nome da Agehab e cobrava R$ 2 mil para acelerar sorteio de casa

Golpista prometia desconto se vítimas indicassem outras pessoas

Clayton Neves Publicado em 04/06/2018, às 17h32 - Atualizado em 05/06/2018, às 19h28

(Divulgação,EMHA)
(Divulgação,EMHA) - (Divulgação,EMHA)

Estelionatário de 41 foi preso na tarde desta segunda-feira (4), em Campo Grande após investigação da Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado). De acordo com a polícia, o autor se passava por servidor da Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul) e cobrava até R$ 2 mil para facilitar a aquisição de casas populares.

Segundo a delegada Ana Cláudia Medina, responsável pelo caso, o suspeito ainda prometia desconto de R$ 250 caso as vítimas indicassem outras pessoas. A polícia suspeita de que o estelionatário seja autor de pelo menos 20 golpes registrados nas delegacias desde 2015.

O suspeito foi reconhecido por pelo menos cinco pessoas que ‘caíram na lábia’ do golpista e chegaram a pagar para que os trâmites da casa própria fossem acelerados.

Jornal Midiamax