Polícia

Engenheiro diz que baixava pornôs enquanto dormia e ‘não sabia que tinham crianças’

Foi decretada a prisão preventiva do engenheiro civil elétrico de 27 anos, preso durante a operação Luz da Infância, deflagrada nesta quinta-feira (17) em Campo Grande. 60 vídeos pornográficos foram encontrados em seu computador. Durante seu depoimento na Depca (Delegacia de Atendimento à Criança e ao Adolescente) o engenheiro contou que baixava os vídeos pornográficos […]

Thatiana Melo Publicado em 17/05/2018, às 13h43 - Atualizado em 18/05/2018, às 13h19

Foto: Marcos Ermínio
Foto: Marcos Ermínio - Foto: Marcos Ermínio

Foi decretada a prisão preventiva do engenheiro civil elétrico de 27 anos, preso durante a operação Luz da Infância, deflagrada nesta quinta-feira (17) em Campo Grande. 60 vídeos pornográficos foram encontrados em seu computador.

Durante seu depoimento na Depca (Delegacia de Atendimento à Criança e ao Adolescente) o engenheiro contou que baixava os vídeos pornográficos e ia dormir, sem saber que os conteúdos continham crianças ou adolescentes.

Ainda durante seu depoimento ele alegou que sempre que via imagens com crianças ou adolescentes eram apagadas. O engenheiro deve passar por audiência de custódia nesta sexta-feira (18).

Já para outro preso pela operação, um estudante de 23 anos, foi arbitrada fiança de 4 salários mínimos. Dois policias civis são alvos da operação contra a pedofilia que cumpre 9 mandados no Estado, sendo 5 em Campo Grande, e nas cidades de Dourados, Navirai e Glória de Dourados.

Em Dourados foi preso um homem identificado como ‘Tony’. Entre os presos de Campo Grande estão um engenheiro de 27 anos, encontrado em sua casa no Coophavila, e outro de 32 anos preso em sua casa no bairro Chácara Cachoeira.

Primeira fase da operação

Em 2017 durante a primeira fase da operação deflagrada na Capital, um advogado de 64 anos e um vendedor de carros de 27 anos foram presos. Três mandados foram cumpridos na Capital, mas apenas duas prisões foram feitas. A Operação aconteceu em todo o Brasil com o objetivo apreender computadores e dispositivos que continham o armazenamento de imagens e vídeos contendo crianças.

Jornal Midiamax