Polícia

Empresário do ramo de gás é preso durante operação do Gaeco em Nova Andradina

Policiais da Força Tática do município deram suporte a ação

Maisse Cunha Publicado em 27/03/2018, às 18h43

None

Policiais da Força Tática do município deram suporte a ação

Durante as diligências da Operação Laissez-Faire, deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) na manhã desta terça-feira (27), um empresário do ramo de gás foi preso, em Nova Andradina, distante 297 quilômetros de Campo Grande. Policiais da Força Tática do município deram suporte a ação.

Os agentes também cumpriram mandado de busca na residência do suspeito e na sede de sua empresa. Após as diligências, o empresário foi levado para prestar esclarecimentos na sede da promotoria de Justiça do município.

Ele é acusado de organização criminosa e formação de cartel. Advogados do empresário já se encontram em Dourados, onde também foram feitas diligências, para pleitear sua liberdade provisória. Outras sete pessoas foram presas na ação, todas ligadas ao ramo de gás.

De acordo com o MPE-MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), a operação Laissez-Faire tem como objetivo combater suposto cartel de venda de GLP (Gás Liquefeito de Petróleo), o popular gás de cozinha, nas cidades de Dourados e Nova Andradina.

Durante a manhã, forma cumpridos oito mandados de busca nas residências e nas empresas dos investigados. As diligências apontaram fortes indícios de atuação dos investigados em formação de cartel para comercialização do GLP, com combinação fraudulenta de preço, venda clandestina do produto a terceiros não habilitados a comercializar o produto, a fim de pleitear controle de mercado.

Operação

A expressão ‘Laissez-faire’ é oriundo do francês, e diz respeito ao liberalismo econômico, a versão mais pura de capitalismo de que o mercado deve funcionar livremente, sem interferência, apenas com regulamentos suficientes para proteger os direitos de propriedade.

Quando a expressão surgiu, na França no século XVIII, a expressão em questão foi usada por pessoas que desejavam uma sociedade em que o mercado que não que impedissem a livre iniciativa do povo, contra privilégios concedidos pelo Estado, limitação de impostos como obstáculos ao empreendedorismo, fim da burocracia e de tarifas protecionistas.

A operação Laissez-Faire é uma ação conjunta das promotorias de Justiça do Consumidor de Dourados e Nova Andradina.

(Com informações do Jornal da Nova)

Jornal Midiamax