Polícia

Durante julgamento, acusado de matar vizinho disse que agiu em legítima defesa

Durante depoimento no Tribunal do Júri nesta quarta-feira (6), Fernando Vicente Fernandes de Andrade, 31, acusado de matar José Muniz Barreto, de 48 anos, alegou legítima defesa e disse que queria defender a esposa e filha, na época com 4 anos. Conforme depoimento, Fernando disse que a vítima chegou na sua casa no momento em […]

Mariana Rodrigues Publicado em 06/06/2018, às 12h48

None
Durante julgamento, acusado de matar vizinho disse que agiu em legítima defesa
Foto: Mariana Rodrigues/Midiamax

Durante depoimento no Tribunal do Júri nesta quarta-feira (6), Fernando Vicente Fernandes de Andrade, 31, acusado de matar José Muniz Barreto, de 48 anos, alegou legítima defesa e disse que queria defender a esposa e filha, na época com 4 anos.

Conforme depoimento, Fernando disse que a vítima chegou na sua casa no momento em que só estava a mulher e a filha, pois ele havia saído para fazer compras. Quando retornou a esposa dele estava chorando pois, segundo ele, havia sido ameaçada por José por conta da dívida de R$ 20 adquirida pela compra de uma bicicleta.

“Quando eu cheguei minha mulher estava chorando, só pensei na minha esposa e minha filha. Agi para me defender”, alega o réu que efetuou 11 facadas na vítima.

Em sua defesa, ele disse ainda que logo após chegar em casa a vítima apareceu novamente e os dois iniciaram uma discussão. “Ele estava com um pedaço de madeira e uma faca e deu um tapa em meu rosto, a partir daí começamos a brigar. Se eu não estivesse com faca estaria morto”.

Caso

Na manhã do dia 26 de julho de 2015, autor e vítima discutiram por duas vezes em frente às suas residências por conta da dívida de R$ 20. Fernando havia comprado uma bicicleta pela quantia de R$ 50 de José, pagou R$ 30.

José, que era usuário de drogas, seria uma pessoa violenta no bairro, inclusive com histórico de agressão familiar, e queria receber o dinheiro. Autor e vítima discutiram por duas vezes em frente às suas residências por conta da dívida. Na segunda vez, a briga terminou em luta corporal. Durante a briga, Fernando sacou uma faca e atingiu José com três golpes na altura do peito. Fernando, porém, seguiu a vítima, que fugiu após os primeiros golpes, e desferiu as demais facadas que a levaram a óbito no próprio local.

Jornal Midiamax