Polícia

Dono de garagem tenta comprar carro de luxo com cheque roubado e é preso

Vítima teria desconfiado e acionado a polícia

Thatiana Melo Publicado em 18/01/2018, às 12h39

None

Vítima teria desconfiado e acionado a polícia

Ao anunciar seu veículo Toyota Corolla em um site de vendas OLX, por R$ 79.900, o dono do carro, de 30 anos, acabou desconfiando do interessado e acionou a polícia, que acabou prendendo o proprietário de uma garagem de carros, de 51 anos, em Campo Grande, que tentou aplicar o golpe com cheque roubado.

A vítima anunciou o carro no site de vendas e logo em seguida recebeu uma ligação com número de prefixo de Santa Catarina. O interessado disse que era morador do estado catarinense e médico. Ele contou ao administrador- dono do carro – que tinha uma dívida com uma pessoa em Campo Grande e que iria comprar o veículo como forma de pagamento para o credor.

Ainda segundo a história contada pelo suposto médico, a pessoa a quem ele devia iria se encontrar com o dono do carro para aprovar a compra e fazer negócio. O encontro foi feito em um posto de combustível, e o credor- seria na realidade funcionário do dono da garagem que se passou pelo médico.

Após a aprovação do veículo, o dono da garagem ligou para a vítima que iria fazer o depósito do dinheiro e depois uma terceira pessoa iria buscar o carro. Mas, o administrador desconfiou da rapidez e do depósito ter sido feito em cheques.Dono de garagem tenta comprar carro de luxo com cheque roubado e é preso

Desconfiado, ele foi até a delegacia e quando marcado o encontro para a buscar o carro disse ao comprador que iria viajar e um amigo levaria o veículo. Momento em que um policial se passou por amigo do administrador.

Ao ir buscar o carro, o dono da garagem foi ao encontro se passando por uma terceira pessoa e acabou preso na companhia de um funcionário. Já na garagem do autor foram encontrados pelos policias uma pistola e dois carregadores. Documentos foram levados do local para investigar se no estabelecimento existe o comércio de carros roubados.

O autor será autuado por estelionato na forma tentada, associação criminosa e posse irregular de arma de fogo.

Jornal Midiamax