Polícia

Comboio é apreendido com carga de cigarros avaliada em R$ 12 milhões

Um dos motoristas conseguiu fugir, os outros quatro já tinham passagem pelo mesmo crime

Mariana Rodrigues Publicado em 16/02/2018, às 15h18

None

Um dos motoristas conseguiu fugir, os outros quatro já tinham passagem pelo mesmo crime

Um comboio de cinco carretas foi interceptado pelos agentes da PRF (Polícia Rodoviária Federal), na tarde dessa quinta-feira (15), em Sidrolândia, distante 73 quilômetros de Campo Grande. Cada veículo estava carregado com cigarros contrabandeados, a carga foi avaliada em R$ 12 milhões.  Essa é a segunda maior apreensão do produto em todo o Brasil.

Inicialmente, três carretas foram interceptadas e diligências levaram à apreensão de outras duas, uma em Sidrolândia e outra em Maracaju. Cada caminhão-trator levava dois reboques graneleiros completamente carregados com cigarros.

Um grupo de três veículos trafegava pela BR-060, que interliga importantes rotas para fronteira com o Paraguai. Durante abordagem foram encontrados grande quantidade de cigarros contrabandeados sob a lona do caminhão destinado ao transporte de grãos. Na mesma rota, outras duas carretas foram encontradas durante diligências.

Segundo informações policiais, os veículos bitrens estavam completamente carregados, com a mercadorias. Quatro dos cinco motoristas já haviam sido presos em janeiro deste ano pelo mesmo crime, um deles conseguiu fugir.

As carretas e motoristas são do Estado de Goiás, eles haviam sido presos em janeiro deste ano pela PRF, em Jaraguari. Eles informaram que a carga de cigarro foi carregada na fronteira com o Paraguai e tinha como destino Rondonópolis (MT).

De acordo com informações do Dourados News, cada carreta levava pelo menos 900 caixas de cigarros o que equivale a 225 mil pacotes. Segundo estimativa da instituição, cada maço representa R$ 5,50 em prejuízo para o contrabando e toda apreensão está avaliada em R$ 12 milhões.

Tanto os condutores, quanto as carretas, foram encaminhados para a Polícia Federal de Campo Grande.

Outro caso

No dia 7 de fevereiro, uma carga avaliada em mais de R$ 3 milhões também foi apreendida, desta vez na cidade de Coxim. Na ocasião a carga estava em um caminhão baú. O condutor também já era reincidente, pois havia sido preso outras duas vezes pelo mesmo crime.

O contrabando seria levado para a cidade de Goiânia, no Estado de Goiás.

Jornal Midiamax