Polícia

Cenipa começa investigar causas de queda de avião que matou piloto

Acidente em uma fazenda em Brasilândia

Diego Alves Publicado em 28/02/2018, às 23h26

None

Acidente em uma fazenda em Brasilândia

Equipe do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos ) começou a investigar nesta quarta-feira (28) as causas da queda do avião monomotor que matou o piloto Danilo Carromeu Domingues, de 46 anos, na manhã desta terça, em uma fazenda em Brasilândia, cidade a 382 quilômetros de Campo Grande. A aeronave se trata de um modelo V35B  de prefixo PT-IEL.Cenipa começa investigar causas de queda de avião que matou piloto

A equipe do Cenipa que faz parte do Seripa IV (Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) coletou dados, tirou fotografias, recolheu equipamentos da aeronave e também deverá ouvir testemunhas. Os detalhes farão parte do relatório de investigação que será divulgado posteriormente. No entanto, ainda não há previsão para o resultado da apuração. 

O corpo da vítima que ficou carbonizado foi levado ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) de Três Lagoas, para a realização de exames. 

“O inquérito deve ser concluído em 30 dias, mas pode demorar mais por conta da complexidade do caso e da dependência dos exames periciais”, disse o delegado Thiago Passos ap site JPNews

Acidente

Carromeu morava em Presidente Prudente (SP) de onde saiu por volta das 7h26 (horário de SP) com destino a Coxim. Pouco tempo depois, às 8:48, o pecuarista emitiu um sinal de alerta para a Anac, possivelmente para relatar problemas técnicos. Às 9h, horário de Mato Grosso do Sul, houve a queda, segundo a FAB (Força Aérea Brasileira).
Ainde segundo a FAB, a base de Campo Grande enviou um helicóptero até a localização do avião por conta do sinal transmitido pelo fazendeiro, mas ao chegar na área, a aeronave já havia caído.

Jornal Midiamax