Cabeleireira que matou vendedor a facadas deve se apresentar à polícia

A cabeleireira acusada de matar a facadas o vendedor Camilo de Freitas de 28 anos, na noite do último domingo (20), em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, deve se apresentar nesta quarta-feira (23), a polícia da cidade. De acordo com o delegado que cuida do caso Rodrigo Speracin, da 1º Delegacia de […]
| 23/05/2018
- 15:15
Cabeleireira que matou vendedor a facadas deve se apresentar à polícia

A cabeleireira acusada de matar a facadas o vendedor Camilo de Freitas de 28 anos, na noite do último domingo (20), em Três Lagoas, a 338 quilômetros de Campo Grande, deve se apresentar nesta quarta-feira (23), a polícia da cidade.

De acordo com o delegado que cuida do caso Rodrigo Speracin, da 1º Delegacia de Polícia, contato foi feito com o advogado da cabeleireira que deve se apresentar ainda nesta quarta (23). Outras três testemunhas devem prestar depoimento ainda hoje.

Ainda de acordo com o site JP News, a esposa de Camilo já prestou depoimento, mas o conteúdo não foi revelado.

A morte

Camilo e a esposa discutiam no cruzamento das ruas Josino da Cunha Viana com a João Carrato, perto do centro da cidade, quando uma mulher em uma camionete, que estava acompanhada do filho de 16 anos, flagrou a briga e desceu para defender a vítima do vendedor.

Mãe e filho acabaram brigando com a vítima e, em determinado momento, a mulher buscou uma faca no carro e acertou um golpe no peito de Camilo, que morreu antes de ser socorrido.

O filho da autora contou à polícia que ainda tentou estancar o sangramento, mas Camilo morreu. O filho da mulher foi liberado logo após prestar depoimento e a cabeleireira está foragida desde então.

 

 

Veja também

Piloto é jogado da moto e desliza pelo capô até cair no chão

Últimas notícias