Polícia

Acusado de espancar ex até a morte é condenado a 19 anos

Djalma Marinho Umburana, acusado de espancar a ex-esposa, Andrea Regina Moreira Cavalcante, 50, até a morte foi condenado a 19 anos de prisão. O crime aconteceu em abril de 2016, em Nova Andradina, a 297 quilômetros de Campo Grande. O caso teve tanta repercussão que o julgamento, que durou mais de 14 horas, ocorreu na […]

Diego Alves Publicado em 01/09/2018, às 00h14 - Atualizado às 16h22

None

Djalma Marinho Umburana, acusado de espancar a ex-esposa, Andrea Regina Moreira Cavalcante, 50, até a morte foi condenado a 19 anos de prisão. O crime aconteceu em abril de 2016, em Nova Andradina, a 297 quilômetros de Campo Grande. O caso teve tanta repercussão que o julgamento, que durou mais de 14 horas, ocorreu na Câmara de Vereadores para que mais de 250 pessoas acompanhassem.

Crime

Ela estava a caminho de sua residência para buscar pertences pessoais em um táxi, quando Djalma a esperava em uma esquina. Ela não teria percebido a presença do ex, que parou o táxi e a retirou de dentro do carro com brutalidade a espancando no meio da rua com chutes na cabeça.

O taxista ainda teria tentado evitar as agressões, mas acabou apanhando de Djalma, que fugiu em seguida. Ele ainda teria ligado para a família de Andrea para saber sobre seu estado de saúde.

A mulher ficou internada em estado grave por seis dias morrendo no dia 14 de abril de 2016. Djalma foi preso no dia 2 de maio escondido em uma propriedade rural de Batayporã. (Foto: Luis Gustavo)

Jornal Midiamax