Polícia

Adolescente que matou advogada para roubar é condenado a 3 anos de internação

Saiu a sentença, na manhã desta sexta-feira (20), do adolescente apontado como assassino da advogada Clarinda Tamashiro, de 72 anos, encontrada morta com as mãos e pés amarrados e um capuz na cabeça em um cômodo nos fundos do comércio da família, no dia 28 de Março, em Aquidauana. O menor cumpria o mandado de […]

Matheus Aranda Publicado em 20/04/2018, às 13h06 - Atualizado em 23/04/2018, às 13h18

None

Saiu a sentença, na manhã desta sexta-feira (20), do adolescente apontado como assassino da advogada Clarinda Tamashiro, de 72 anos, encontrada morta com as mãos e pés amarrados e um capuz na cabeça em um cômodo nos fundos do comércio da família, no dia 28 de Março, em Aquidauana. O menor cumpria o mandado de prisão provisória na Unidade Educacional de Internação (Unei) de Corumbá desde o dia 1 de abril. O adolescente irá cumprir pena permanente no estabelecimento com prazo máximo de três anos.

De acordo com informações do site O Pantaneiro, o juiz de Direito da Vara Criminal e Infância e Adolescência de Aquidauana, Giuliano Maximo Martins, declarou que a apresentação do adolescente foi realizada nesta sexta-feira, onde foi decretada a internação definitiva do menor.

“Nesses casos não há tempo específico, nós decretamos a internação, com prazo máximo de três anos, A partir de agora, o adolescente será reavaliado a cada seis meses, na unidade onde está. Já foi tomada a execução da medida socioeducativa que é de competência da Unei de Corumbá”, concluiu.Adolescente que matou advogada para roubar é condenado a 3 anos de internação

Jornal Midiamax