Polícia

‘Vou te dar um tiro’: jovem é roubada por dupla com uniforme de concessionária

Segundo caso registrado este mês

Renata Portela Publicado em 19/01/2017, às 13h59

None
roubo-31-01-2014.jpg

Segundo caso registrado este mês

Na manhã desta quinta-feira (19), jovem de 23 anos procurou a polícia depois de ser assaltada por dois rapazes que, segundo a vítima, usavam uniformes da concessionária Águas Guariroba. O caso aconteceu na Vila Morumbi, mesma região onde dois roubos semelhantes foram registrados no dia 3 de janeiro e em 15 de dezembro de 2016 e a suspeita é de que os uniformes sejam roubados.

Segundo as informações do boletim de ocorrência registrado pela vítima na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, ela deixou o carro em uma oficina mecânica para conserto e andava na Rua Assunção, por volta das 9 horas, quando foi abordada. Dois homens em uma Honda Titan vermelha pararam a jovem e anunciaram o assalto.

De acordo com a vítima, a moto não tinha placa e o piloto era moreno, gordo e usava uniforme da Águas Guariroba, com refletores cinza. O passageiro era alto, magro e também usava uniforme da concessionária, também com refletores, e uma camiseta cinza por cima do uniforme. O passageiro portava arma de fogo, que seria um revólver, e anunciou o assalto.

Consta no registro policial que o bandido disse “Passa a bolsa agora e se você não passar vou te dar um tiro agora”. A vítima entregou a bolsa com os pertences e procurou a delegacia em seguida, onde o caso foi registrado como roubo majorado pelo emprego de arma e pelo concurso de pessoas.

Casos semelhantes

Em dezembro de 2016 e também no início de janeiro, vítimas de assaltos na região do Universitário e Itamaracá também procuraram a polícia para denunciar que foram roubadas por pessoas utilizando o uniforme da concessionária. Há suspeita de que bandidos tenham assaltado funcionários da empresa, roubado os uniformes e utilizem para cometerem os roubos.

No dia 3 de janeiro, uma mulher de 50 anos foi assaltada por dois homens em uma motocicleta, ambos uniformizados. Ela andava pela Rua Kama Nakasato quando foi abordada pela dupla, armada, e teve o celular roubado.

Já no dia 15 de dezembro, a vítima foi uma mulher de 43 anos. Ela foi roubada no Universitário, quando andava pela Rua Augusto dos Anjos. Ela foi abordada por dois rapazes em uma moto. Eles estariam usando roupas semelhantes ao uniforme da concessionária e ameaçaram atirar se ela não entregasse o celular.

A empresa disse ao Jornal Midiamax que procurou a Polícia Civil após ser informada sobre o caso, mas como as vítimas não conseguiram identificar as placas das motos usadas pelos assaltantes, isso dificulta as investigações.

A concessionária afirmou que os uniformes de funcionários que já foram desligados da empresa são recuperados e que faz o procedimento necessário para ajudar nas investigações. Policiais militares que atuam na região onde ocorreram os assaltos também foram informados sobre o caso e fazem buscas pelos bandidos.

Jornal Midiamax