Polícia

Trio é preso após 2 roubos a carretas de gado que saíram da mesma fazenda

Polícia investiga se criminosos receberam informações privilegiadas

Midiamax Publicado em 01/12/2017, às 18h22

None

Polícia investiga se criminosos receberam informações privilegiadas

Equipe do Garras (Delegacia de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) prendeu um trio responsável por dois assaltos a carretas de vacas gordas, que saíram da mesma fazenda com destino a um frigorífico de Terenos, a 28 km de Campo Grande. Os roubos ocorreram em 13 de agosto e 28 de novembro.

Os suspeitos presos foram identificados como Agmar Leal Neto, 31 anos, vulgo Paraíba, Ueliton Sales da Silva, 31 anos, vulgo Tom, e Wilson Gonçalves, 53 anos, vulgo Binho.

Conforme o delegado Fábio Peró, o primeiro roubo ocorreu no dia 13 de agosto. A vítima de 42 anos, foi abordada pela dupla em posse de uma arma de cano longo, em São Gabriel do Oeste.

O motorista permaneceu encapuzado por 12 horas e só foi solto entre Paraíso das Águas e Inocência. No caminhão haviam 34 vacas gordas que seriam levadas para abate em um frigorífico de Terenos.

O delegado explica que os criminosos dividiam as funções para agir, Ueliton e Aguimar roubavam, enquanto Wilson recebia o gado em sua chácara.

A dupla seguia em uma motocicleta, quando em determinado ponto um deles se escondia armado no mato e o segundo permanecia com a motocicleta às margens da rodovia, fingindo um problema mecânico. Quando o motorista tentava ajudar o criminoso, o comparsa saia do mato e a vítima era rendida.

Como é produtor rural, Wilson emitiu nota e vendeu o gado para um frigorifico de Aparecida do Taboado. As 34 vacas ficaram na chácara do envolvido por cerca de 20 dias.

A venda dos animais rendeu R$ 11 mil para Wilson e R$ 33 mil para Ueliton e Aguimar dividirem.

O segundo roubo ocorreu no último dia 28 de novembro. O caminhão foi abordado da mesma maneira, desta vez em Camapuã, por volta das 12h. Neste segundo caso, o motorista de 55 anos, não foi encapuzado pelos bandidos, fato que ajudou a polícia civil na identificação no local para onde a vítima e o gado foi levado.

Trio é preso após 2 roubos a carretas de gado que saíram da mesma fazenda

Durante as investigações, agentes refizeram o caminho percorrido pelos bandidos e encontraram a chácara de Wilson. No local, os policiais encontraram as 33 cabeças de gado roubadas no segundo roubo.

O autor confessou imediatamente e entregou os comparsas. Aguimar foi preso em Paranaíba e Ueliton em Inocência. Com o trio a polícia apreendeu um revólver calibre 38 e uma espingarda calibre 32, além de munições.

A polícia investiga se o trio recebia informações privilegiadas, pois o gado roubado era do mesmo produtor e seriam destinadas para a mesmo frigorifico.

Ueliton e Aguimar negaram o primeiro roubo, mas ambos se acusam sobre a autoria. Wilson disse à polícia que não sabia que o gado era roubado e apenas que recebeu os animais em sua propriedade.

Jornal Midiamax