Polícia

Tratador de cavalos é assassinado e pistoleiro foge ‘tranquilamente’

Crime pode estar relacionado à vingança familiar

Guilherme Cavalcante Publicado em 30/01/2017, às 01h21

None
cba74d69-d23b-47d2-91de-662ca299b27c.jpg

Crime pode estar relacionado à vingança familiar

Um homem de 41 anos foi morto a tiros por volta das 19h30 de domingo (29) no jóquei clube de Ponta Porã, a 313 km de Campo Grande. A vítima foi identificada como Marcial Sanchez Martinez, de nacionalidade paraguaia e trabalhava como tratador de cavalos no Brasil.

De acordo com o portal Porã News, pistoleiros chegaram ao local do crime em uma camionete GM S-10 de cor branca, com placa paraguaia. A vítima estava conversando com outras duas pessoas quando o autor empurrou as pessoas e efetuou 7 disparos com uma 9mm. A vítima morreu na hora.

O pistoleiro teria, ainda, saído tranquilamente da cena do crime, quando abordou um veículo e fugiu cruzando a fronteira, a menos de 500 metros de distância do jóquei clube. De acordo com a publicação, o crime pode estar relacionado a vingança de familiares da vítima – um irmão de Martinez, de Bella Vista Norte, no Paraguai, já fora executado.

A área foi isolada pela Polícia Militar e a perícia acionada. O caso será investigado em parceria com os dois países.

Jornal Midiamax