Polícia

Post no Facebook para expor ‘ficantes’ da Uniderp vira caso de polícia

Caso foi registrado como difamação

Thatiana Melo Publicado em 10/05/2017, às 14h00

None
facebookistock_1.jpg

Caso foi registrado como difamação

Uma postagem no Facebook com a foto de um aluno e mensagens sobre ele virou caso de polícia que denuncia o uso de um grupo secreto chamado ‘Segredos Uniderp’ na rede social para expor a vida íntima de universitários em Campo Grande. O caso foi registrado nesta quarta-feira (10), como difamação.

Ao ter sua foto divulgada em um perfil secreto criado no Facebook por universitários de uma faculdade da Capital, um jovem, de 25 anos, procurou a delegacia de polícia afirmando ser vítima de difamação.

Ele disse ter visto sua foto no perfil secreto com a descrição de que teria ‘ficado’ com outro rapaz e que era bom de pegada. O texto ainda dizia que mesmo sendo bissexual a vítima também ‘pegava’ meninas.

A vítima afirmou não conhecer quem fez a publicação e que não teria tido nenhum tipo de envolvimento com o autor. O caso foi registrado como difamação.

Crime

O crime de difamação é previsto no código penal, no artigo 139, que em seu caput diz:  Difamar alguém, imputando-lhe fato ofensivo à sua reputação:

Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa.

Exceção da verdade

Parágrafo único – A exceção da verdade somente se admite se o ofendido é funcionário público e a ofensa é relativa ao exercício de suas funções.

Jornal Midiamax