Polícia

Policial aposentado invade Santa Casa e agride para ver neto esfaqueado

Em 2013, ele já foi condenado a prisão por tentativa de homicídio

Thatiana Melo Publicado em 21/06/2017, às 09h49

None

Em 2013, ele já foi condenado a prisão por tentativa de homicídio

Ao tentar visitar o neto, de 18 anos, que está internado na Santa Casa da Capital, um policial aposentado de 60 anos acabou invadindo o local e agredindo o recepcionista, além de ameaçar de morte o funcionário.

Por volta das 18 horas desta terça-feira (20), o policial entrou em uma área do hospital sem autorização criando confusão quando não conseguiu visitar o neto, que está internado após ser esfaqueado.

O policial agrediu com socos o recepcionista do hospital quando proibido de entrar, além de agredir uma enfermeira com apertões nos braços. O funcionário do hospital afirmou na delegacia que o autor estava visivelmente embriagado indo embora logo após as agressões.

Mas, antes de ir embora ele teria ameaçado de morte o funcionário afirmando que voltaria armado. Em 2007, o policial foi esfaqueado na cidade de Anastácio quando estava em uma lanchonete e teria discutido com um homem no local.

Já em 2012, o policial foi preso em decorrência de um mandado de prisão preventiva por ameaçar a esposa e a filha. E em 2013 foi condenado há 4 anos e 5 meses no regime semiaberto por uma tentativa de homicídio, em Campo Grande.

Em 2015, depois de laudos periciais que constataram uma ‘grave perturbação da saúde’, o juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri substituiu a pena no regime do semiaberto por ‘medida de segurança consistente em tratamento ambulatorial por tempo indeterminado’.

Para manter a liberdade, o policial aposentado precisa cumprir algumas determinações, como comparecer bimestralmente ao Patronato Penitenciário, para comunicar e comprovar ao juízo a regularidade do tratamento, residência fixa e os documentos pertinentes, não sair de Campo Grande sem aviso prévio, não sair de casa após às 20 horas, não se ‘apresentar embriagado em local público’ e não praticar ‘fato definido como crime doloso’.

Policial aposentado invade Santa Casa e agride para ver neto esfaqueado

Jornal Midiamax