Polícia

PMA autua pecuarista em R$ 59 mil por degradar nascentes de dois córregos

12 hectares de matas ciliares e nascentes

Diego Alves Publicado em 23/06/2017, às 01h29

None

12 hectares de matas ciliares e nascentes

A PMA (Polícia Militar Ambiental) autuou um pecuarista em R$ 59 mil por degradar nascentes de dois córregos em áreas protegidas de matas ciliares do Rio Pirajuí, em Itaquiraí, cidade a 399 quilômetros de Campo Grande.PMA autua pecuarista em R$ 59 mil por degradar nascentes de dois córregos

Durante fiscalização na fazenda, autuaram nesta quinta-feira (22), um proprietário rural por degradação de matas ciliares de dois córregos e de um rio que cortam a propriedade. De acordo com a PMA, o infrator desmatou as áreas de matas ciliares de dois córregos e de suas nascentes e plantou pastagem. Também foi degradada área de 1 hectare de matas ciliares do rio Pirajuí, que também banha a fazenda.

A área total medida em GPS, de 12 hectares de matas ciliares e nascentes dos cursos d’água, era utilizada para dessedentação e forrageamento do rebanho e se encontrava degradada por processos erosivos, devido ao pisoteio dos animais e por falta de medidas de conservação do solo, causando assoreamento do córrego.

O infrator, residente em São Paulo (SP), foi autuado administrativamente por danificar área considerada de preservação permanente (matas ciliares e nascentes) e foi multado em R$ 59 mil Ele também responderá por crime ambiental e poderá pegar uma pena de detenção de um a três anos.

As atividades foram interditadas e o proprietário rural foi notificado a retirar o gado das áreas e a realizar um Plano de Recuperação de Áreas Degradadas e Alteradas (PRADA), junto ao órgão ambiental.

Jornal Midiamax