Polícia

PF que prendeu dois no trânsito voltava de ocorrência de tráfico

No Centro, delegado chegou a atirar no chão para conter suspeitos

Midiamax Publicado em 24/06/2017, às 14h47

None

No Centro, delegado chegou a atirar no chão para conter suspeitos

O delegado da Polícia Federal Fabricio Blini, que prendeu dois jovens, de 24 e 25 anos, na madrugada deste sábado (24), por embriaguez e desacato, na Rua Euclides da Cunha, retornava de uma apreensão de 288 quilos de maconha em meio a uma carga de açúcar, no km 21, da BR-163.

Conforme a PF, a apreensão foi realiza em conjunto com o Serviço Reservado da Polícia Militar, na BR-163, em frente ao posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal). A carreta Scânia/R124, branca, era conduzida por um motorista de 30 anos e tinha como destino o litoral santista, em São Paulo.

Escondida em meio a uma carga de açúcar, a droga pesou 288 kg. O motorista foi autuado em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas e encontra-se custodiado na sede da PF no MS à disposição da Justiça.

PRISÃO POR DESACATO

Já no Centro, de Campo Grande, quando retornava à sede da PF, o servidor federal teria sido ‘fechado’ no trânsito e percebeu que o motorista estava dirigindo perigosamente.

PF que prendeu dois no trânsito voltava de ocorrência de tráfico

O servidor deu voz de prisão aos envolvidos por desacato e resistência e acionou a Polícia Militar para dar apoio. 

Os policias do 5º Batalhão levaram um etilômetro, que constatou a embriaguez dos dois. A dupla foi encaminhada para a Polícia Federal, onde permaneceu detida até as 9h para o registro da ocorrência em flagrante.

A PF esclareceu por meio de nota que os suspeitos reagiram a abordagem e ofenderam o delegado. Ambos teriam se deslocado em direção ao servidor, que precisou atirar no chão para contê-los.

O fato foi registrado como crime de trânsito e desacato.

Jornal Midiamax