Polícia

Operação em condomínio prende um dos suspeitos de roubo a posto de gasolina

Cachorros também auxiliam nas buscas

Midiamax Publicado em 08/06/2017, às 19h37

None

Cachorros também auxiliam nas buscas

Uma Operação das Polícias Civil e Militar em um residencial do Bairro Parati, na tarde desta quinta-feira (8) buscou e prendeu um dos suspeitos de participação no roubo a um posto de gasolina, na Vila Morumbi, na tarde de ontem (7), em Campo Grande. Um dos autores, identificado como Aguinaldo Romero Ferreira, vulgo Pitbull, de 38 anos, morreu no local. Equipes da Derf (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos) e do Batalhão de Choque da Polícia Militar usaram cães para auxiliar nas buscas.

O suspeito, ainda não identificado, mas foi levado pelas equipes à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), da Vila Piratininga.

Depois da morte de Aguinaldo equipes do Batalhão de Choque prenderam Francisco Leite de Oliveira Filho, de 24 anos, com uma mala carregada de maconha que seria levada por ele para o Maranhão.  Segundo informações policiais, a prisão aconteceu em continuação as investigações do assalto. Francisco era cunhado de Aguinaldo e foi flagrado com a droga em uma casa da Vila Nasser, em Campo Grande.

Crime

Funcionários do posto de combustível assaltado relataram momentos de terror durante a ação dos bandidos. O grupo fez um verdadeiro arrastão no pátio do estabelecimento até um policial militar do Batalhão de Choque, que estava de folga reagiu e feriu um dos criminosos.

Os suspeitos estavam em um Voyage prata e chegaram ao posto se passando por clientes. Foi só uma das frentistas se aproximar para eles anunciarem o assalto. A funcionária de 43 anos contou ao Midiamax que quando foi atender o grupo foi surpreendida por um deles, que sacou a arma, encostou na sua barriga e anunciou o crime.

Sem reação, ela colocou as mãos para trás e obedeceu a ordem dos bandidos. Dois dos quatro suspeitos desceram do carro e iniciaram um verdadeiro arrastão do posto. Enquanto um roubava clientes e funcionários, o outro foi até a conveniência do local.

Uma das funcionárias do estabelecimento, de 37 anos, lembrou que viu os suspeitos colocarem meias na cabeça, ainda dentro do carro, assim que anunciaram o crime. Para fugir da ação, parte das pessoas correram para se esconder nos banheiros, até o momento em que o sargento do Choque, que estava de folga, reagiu ao crime.

Pelas imagens das câmeras de segurança do posto é possível ver Aguinaldo rendendo clientes e frentistas e também o momento em que o militar persegue o ladrão. A frentista de 43 anos contou que ainda estava em poder dos bandidos quando ouviu o policial dar voz de prisão ao grupo, neste momento ela aproveitou para correr e se esconder com os colegas no banheiro do estabelecimento.

Operação em condomínio prende um dos suspeitos de roubo a posto de gasolina

A funcionária da conveniência contou que de dentro do banheiro uma das colegas conseguiu avisar parentes, que chamaram a polícia. “Em 10 minutos eles estavam aqui”. O policial que reagiu ao crime era cliente do estabelecimento, e frequentemente levada a filha de 5 anos para brincar em um parquinho que existe no local.

“Isso nunca tinha acontecido comigo, ainda estou em estado de choque. Qualquer barulho diferente me assusta”, lamentou a frentista que trabalha no posto há três anos.

Com ‘Pitbull’, a polícia encontrou uma pistola calibre .40, da Policia Militar do Estado do Paraná. Foram recuperados ainda R$ 350 e um celular roubados pelo suspeito. O resto do grupo escapou, mas abandonou o veículo no Bairro Pioneiro, com marcas de tiros e vestígios de sangue nos bancos.

Jornal Midiamax