Polícia

Mulher afirma que ossada encontrada é de seu irmão desaparecido em 2013

Por causa de pinos afixados em uma cirurgia

Diego Alves Publicado em 04/05/2017, às 00h37

None
pino-coluna_1.jpg

Por causa de pinos afixados em uma cirurgia

Uma mulher que prefere não se identificar afirmou nesta quarta-feira (03) que a ossada encontrada por militares do Exército em uma área de mata em Três Lagoas, cidade a 325 quilômetros de Campo Grande, é de seu irmão.

A mulher acredita que a ossada é de Cristiano Santos Silva, por causa de uma cirurgia óssea que ele fez por causa de uma  tuberculose,  quando foram afixados pinos cirúrgicos no local. Ainda segundo ela, o desaparecimento do irmão ocorreu em 2013 e, desde então, a família tentava encontrá-lo.

“Meu irmão era conhecido como ‘Pick’, tinha 31 anos na época que desapareceu e nunca mais nos deu notícia. Eu tenho certeza que uma das ossadas é a dele. Vou buscar ferramentas e o apoio da Justiça para nos ajudar a provar o que estou dizendo”, disse ela ao site JPNews.

Na manhã desta quarta-feira, enquanto faziam um exercício, militares da 3ª Bateria de Artilharia Antiaérea encontraram duas ossadas humanas em uma região conhecida como “Cascalheira”,. A Polícia Civil está apurando o caso. Agora será realizado exame de DNA para que a Justiça reconheça oficialmente o óbito .

Jornal Midiamax