Polícia

Motorista que atropelou jovem que teve perna dilacerada presta depoimento

Deve responder por homicídio culposo

Thatiana Melo Publicado em 08/04/2017, às 18h25

None
carro_acidente.jpg

Deve responder por homicídio culposo

O motorista, Rodinei Gomes de 35 anos que causou o acidente que acabou na morte de Kelson Bruno da Costa de 22 anos foi ouvido pela polícia da cidade de Coxim distante 253 quilômetros de Campo Grande.

Rodinei foi ouvido na noite do acidente, nesta sexta-feira (7), e de acordo com informações ele confirmou a versão de que não teria visto o motociclista ao fazer uma manobra e seguir em outra estrada que dava acesso a sua residência. Ele deve responder por homicídio culposo.

O teste do bafômetro foi feito e não acusou ingestão de bebidas alcóolicas. A camionete em que estava o motorista, e a motocicleta do jovem foram levados para a delegacia para passar por perícia, segundo o site Edição de Notícias.

O acidente

A colisão ocorreu por volta das 20h, na MS-223, que liga o distrito da Silviolândia a Coxim. O jovem pilotava uma Yamaha Fazer no sentido Coxim quando foi atingido por uma Toyota Hillux, que era conduzida por Rodinei Gomes, 35 anos, que trafegava no sentido contrário e foi fazer uma conversão à esquerda, para entrar na estrada que dá acesso ao CTG (Centro de Tradições Gaúchas), atingindo em cheio o universitário.

Com a colisão, o universitário teve a perna direita dilacerada. Em estado de choque, ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, que também constatou traumatismo craniano. O capacete de vítima chegou a romper e sua motocicleta ficou totalmente destruída, assim como a lateral da camionete.

Jornal Midiamax