Polícia

Menina de 2 anos que morreu no Damha teria sofrido mal súbito durante o sono

Foi encontrada já sem vida pelos pais 

Midiamax Publicado em 04/05/2017, às 20h08

None
d2d2753e-1d2b-4efe-9c63-dc6f9f549d4d.jpg

Foi encontrada já sem vida pelos pais 

A morte da menina de 2 anos no último domingo (30), no Residencial Damha em Campo Grande, teria acontecido enquanto ela dormia. Segundo o laudo necroscópico, a criança já estava morta há algumas horas quando foi socorrida pelo pai, que é médico, e pelos militares do Corpo de Bombeiros.

Por volta das 10 horas equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas para socorrer a bebê. A primeira informação era de que ela estava com dificuldade de respirar, mas ao chegarem ao local encontraram a menina já morta. O pai da criança e um amigo da família seriam médicos e também participaram dos primeiros socorros, sem sucesso.

Nesta quinta-feira (4) o delegado Geraldo Marim, da 3ª Delegacia de Polícia Civil da Capital, explicou que segundo o laudo necroscópico a menina teria morrido durante o sono ao sofrer um mal súbito por engasgamento. Foi ao tentar acordar a filha, que o médico e a mulher perceberam que ela não respirava e chamaram o socorro.

Os exames feitos até agora apontam que a menina teria regurgitado e sofrido um mal súbito. Conhecida como a síndrome da morte súbita do lactente, o problema é comum em bebês recém-nascidos.

Conforme o delegado, ainda será feito exame anatomopatológico, para ver se a menina sofria de alguma doença. Os pais da criança também serão ouvidos e o caso deve ser concluído depois da entrega de todos os laudos.

Jornal Midiamax