Polícia

Loja destruída em incêndio é interditada por falta de certificado

Proprietário será multado 

Midiamax Publicado em 22/06/2017, às 12h30

None

Proprietário será multado 

Por falta de Certificado de Vistoria dos Corpo de Bombeiros a Casa de Borrachas, destruída em um incêndio na manhã desta quarta-feira (21), foi interditada e multada pela corporação. A suspeita é que as chamas tenham começado por conta de um curto-circuito nas instalações elétricas do prédio.

Conforme a assessoria do Corpo de Bombeiros, depois do combate às chamas no local, as equipes constataram que o proprietário não possuía o Certificado de Vistoria, obrigatório para todos os estabelecimentos comercias do Estado.

A loja, localizada na Avenida Fernando Corrêa da Costa com a Rua Miguel Couto, foi interditada pelos militares e só poderá voltar a funcionar após regularizar a situação. Uma multa, de valor ainda não definido, também será aplicada ao proprietário do estabelecimento.Loja destruída em incêndio é interditada por falta de certificado

O prédio deve passar ainda por perícia, que vai apontar o que realmente causou o incêndio e se a estrutura ficou comprometida. Por conta disso, não há um prazo para a Casa das Borrachas voltar a funcionar.

A principal suspeita, é que o fogo tenha começado nas instalações elétricas do prédio, em virtude a um curto-circuito. Por se tratar de um material inflamável, as chamas se alastraram e destruíram o depósito, escritório e até a Hillux de um cliente. Uma fumaça escura encobriu o céu da região, e podia ser avistada de longe.

Segundo familiares dos proprietários – um casal – um dos comerciantes chegou a tentar controlar as chamas com um extintor, mas não foi suficiente. O funcionário Douglas Fernandes, 18 anos, contou que tentou ajudar o patrão a combater o incêndio, mas também foi vencido pela intensidade do fogo. Os Bombeiros usaram 17 mil litros de água para combater o incêndio.

Certificado de Vistoria

O Certificado de Vistoria do Corpo de Bombeiros é um documento emitido pelos militares depois que o comerciante cumpre uma série de exigências, para garantir a segurança do estabelecimento. A vistoria deve ser solicitada pelo próprio empresário.Loja destruída em incêndio é interditada por falta de certificado

Após a primeira visita, as equipes indicam as adaptações necessárias para a liberação do prédio. Só depois de cumpridas, o certificado é emitido. Para isso, o comerciante precisa pagar uma taxa, que segundo o Corpo de Bombeiros, vária de valor conforme as dimensões e exigências para cada comércio.

O mesmo vale para o valor das multas, caso o certificado não exista, ou esteja vencido. A vistoria deve ser refeita a cada um ano e verifica desde a fiação dos imóveis até rotas de fuga em casos de incêndio.

Loja destruída em incêndio é interditada por falta de certificado

Jornal Midiamax