Polícia

Laudo diz que aluno de medicina estava a 115 Km/h em acidente na Afonso Pena

A advogada estava a 30 Km/h

Thatiana Melo Publicado em 29/11/2017, às 12h51

None

A advogada estava a 30 Km/h

Investigações da polícia civil concluíram que o estudante de medicina, João Pedro de Miranda, de 23 anos, estava a 115 Km/h quando colidiu contra o carro da advogada Carolina Albuquerque, no dia 2 de novembro, na Avenida Afonso Pena.

De acordo com o delegado que cuida do caso Geraldo Marim, da 3º delegacia de polícia civil, a advogada estava a 30 Km/h quando passou no sinal vermelho sendo atingida pela camionete de João Pedro, que estava em alta velocidade.

Comandas de um bar já foram analisadas pela polícia, mas ainda não houve conclusão se seriam do estudante de medicina, que em depoimento disse que estava em casa antes da colisão. 12 pessoas já foram ouvidas. O estudante foi indiciado por homicídio culposo. Comprovando a embriaguez de João Pedro ele será indiciado por homicídio doloso.

Ainda sobre os dados do iPhone que foram apagados remotamente pelo estudante, a polícia tenta recuperar os dados.

João Pedro Miranda, de 23 anos, ficou foragido por dois dias após o acidente na madrugada do dia 2 de novembro. Ele ficou preso, mas pagou uma fiança de R$ 50 mil e colocou uma tornozoleira eletrônica, uma das condições para sua liberdade. O estudante ainda teve de entregar o passaporte e teve a CNH (Carteira de Nacional de Habilitação) suspensa.Laudo diz que aluno de medicina estava a 115 Km/h em acidente na Afonso Pena

A defesa de João Pedro teria feito o pedido de quebra do sigilo bancário e telefônico de Carolina para saber se ela estava ao celular no momento da colisão e se havia ingerido bebidas alcóolicas, mas o Ministério Público Estadual se manifestou contra o pedido e a Justiça ainda não fez análise do pedido.

A família da advoga tinha feito um pedido de nova prisão preventiva do estudante, mas que foi negado pela Justiça. O filho de Carolina, de 3 anos, ficou quatro dias internado na Santa Casa de Campo Grande, após sofrer fratura na clavícula, por causa do acidente. A criança está sob os cuidados da avó materna.

Jornal Midiamax