Polícia

Garota grávida do cunhado some e mãe vai à polícia por medo de que ela aborte

Ela tem 15 anos

Thatiana Melo Publicado em 08/05/2017, às 15h39

Grávida foi levada à Santa Casa. (Foto: Ilustrativa)
Grávida foi levada à Santa Casa. (Foto: Ilustrativa) - Grávida foi levada à Santa Casa. (Foto: Ilustrativa)

Ela tem 15 anos

A gravidez da filha, de 15 anos, e o sumiço da menina na cidade de Ponta Porã, distante 346 quilômetros de Campo Grande, depois da descoberta de um caso que a menina mantinha com o cunhado, motivou a mãe da adolescente, de 41 anos, a procurar a delegacia de polícia por medo que a menina faça um aborto.

O relacionamento extraconjugal que o homem mantinha com a menina foi descoberto pela mãe e pela irmã, mulher do autor. A adolescente teria dito à mãe que mantinha relações sexuais com o homem desde os 14 anos.

A descoberta do caso extraconjugal veio com a confirmação da gravidez da menina de três meses. Nesta segunda-feira (8), a mulher procurou a delegacia de polícia depois de a menina fugir com o autor, no domingo (7). A adolescente teria deixado uma carta para a mãe.

Depois de ler a carta, com medo a mulher procurou a delegacia de polícia e disse temer que a filha pudesse atentar contra a própria vida ou matar o bebê que espera fazendo um aborto. A polícia investiga o caso. Não há informações sobre o conteúdo da carta.

Jornal Midiamax