Polícia

Força-tarefa busca em MS e estados vizinhos bandidos que explodiram agência da Caixa

Munições de fuzil foram encontradas no local 

Midiamax Publicado em 10/05/2017, às 20h58

None
Foto: JPNews

Munições de fuzil foram encontradas no local 

Uma força-tarefa foi montada em Paranaíba para caçar os bandidos que explodiram a agência da Caixa Econômica Federal da cidade na madrugada desta quarta-feira (10) e o helicóptero da Polícia Militar está sendo usado nas buscas. Equipes ligadas à segurança pública de Mato Grosso do Sul e também policiais de Goiás e Minas Gerais foram alertadas.

Equipes do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais)e do Garras (Delegacia Especializa Rep. a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), foram mobilizados logo após o assalto e realizam diligências por toda a área do município. A aeronave é usada nas buscas na área rural, possível rota de fuga da quadrilha. O caminho leva os suspeitos ao estado de Goiás.

O grupo, de pelo menos cinco pessoas, chegou à agência por volta das 1h15 e a ação durou menos aproximadamente 15 minutos. Os suspeitos explodiram três caixas eletrônicos e destruíram toda a unidade da Caixa. O cofre chegou a ser danificado, mas segundo informações preliminares, não foi arrombado.

Artefatos foram encontrados durante trabalho da perícia, dentro da agência bancária, e os militares isolaram alguns quarteirões para segurança da população para fazer a detonação dos explosivos. No local, ainda foram apreendidos cápsulas de pistolas 9 mm e .380, espingarda calibre 12 e de Fuzil 556.

Os armamentos pesados foram usados para intimidar a polícia e a população, evitando que se aproximassem do banco, método conhecido como ‘Novo Cangaço’. Veículos chegaram a ser atingidos pelos disparos feitos pelos bandidos. Nas imagens das câmeras de segurança de prédios da região flagraram a fuga dos bandidos, e nelas é possível ver um dos suspeitos efetuando tiros para cima.

Segundo o site JP News, a limpeza do local já começou a ser feita. Funcionários da agência da Caixa Econômica Federal estimam que mais de R$ 600 mil foram levados pelos criminosos. O valor não foi confirmado pela assessoria do banco, que informou a reportagem apenas que os detalhes sobre o caso serão repassados a polícia, para auxiliar nas investigações.

FGTS

Informações iniciais, parte do dinheiro do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), que começaria a ser sacado na sexta-feira (12), já estaria no cofre do banco. No entanto, ainda não há informação se o dinheiro chegou a ser roubado.

Mesmo assim, a assessoria da Caixa informou que espera a conclusão dos trabalhos da Polícia Federal no local e estuda novas maneiras para realizar o pagamento para trabalhadores nascidos nos meses de junho, julho e agosto. “O que podemos afirmar é que ninguém vai ficar sem receber”, garantiu a reportagem. 

Jornal Midiamax