Polícia

Com buscas suspensas, polícia aguarda novas pistas de irmãos na fronteira

Irmãos desapareceram no dia 12 de agosto

Thatiana Melo Publicado em 03/10/2017, às 12h47

None

Irmãos desapareceram no dia 12 de agosto

Após 51 dias do desaparecimento dor irmãos Rodney Campos Santos, de 27 anos, e Edney Bruno Ortiz Amorim, de 20 anos, no dia 12 de agosto deste ano depois de uma abordagem do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), a polícia procura por novas pistas que podem levar ao paradeiro dos irmãos.

De acordo com o delegado que cuida do caso, Márcio Obara da DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios), “As buscam estão suspensas até que se encontre novos indícios, novas provas do possível paradeiro dos irmãos”, explicou.

Ainda de acordo com informações, a polícia paraguaia também está ajudando nas investigações do que pode ter acontecido no dia 12 de agosto, quando os irmãos foram abordados por policiais do DOF em um posto de combustível da MS-164. Eles estavam em um veículo VW Golf, que foi encontrado abandonado no mesmo dia do desaparecimento.

A família dos irmãos fez buscas pelos jovens por conta própria. O Corpo de Bombeiros em conjunto com a guarda municipal de Ponta Porã também realizaram buscas, mas nada foi encontrado.

No dia 19 de agosto, dois instaladores de câmeras de segurança foram sequestrados e torturados e o fato teria ligação com o desaparecimento dos irmãos, já que imagens de segurança do dia da abordagem foram divulgadas.Com buscas suspensas, polícia aguarda novas pistas de irmãos na fronteira

Mas, foi desmentido pelas vítimas que afirmaram não ter ligação com o caso dos irmãos desaparecidos. Os Instaladores de câmeras de segurança foram sequestrados em Ponta Porã, a 246 km de Campo Grande, após receberem um falso chamado para prestação de serviços. Após passarem horas sob tortura, as vítimas conseguiram escapar pelo porta-malas antes que os bandidos chegassem ao Paraguai.

Ambos foram chamados, por volta das 19h, por um suposto cliente para a instalação de câmeras de segurança em uma residência em Ponta Porã. Ao chegar no local indicado pelo cliente, as vítimas foram jogadas em uma caminhonete por homens que os sequestraram e os torturaram por várias horas. Após sessão de agressões, os dois homens foram colocados no porta malas de um carro VW sedan, vermelho, que é de uma das vítimas.

O carro foi conduzido por um dos sequestrados até a linha que divide Ponta Porã de Pedro Juan Caballero, local onde as vítimas conseguiram abrir o porta-malas e escapar. Muito machucada, a dupla pediu auxílio em uma residência. Agentes da Polícia Nacional do Paraguai foram acionados e as vítimas levadas ao Hospital Regional de Pedro Juan Caballero e ao Hospital Regional de Ponta Porã.

O desaparecimento

Os irmãos foram vistos pela última vez no dia 12 de agosto, quando foram abordados pelos policiais do DOF em um posto de combustível da MS-164. Eles estavam em um veículo VW Golf, que foi encontrado abandonado no mesmo dia do desaparecimento.

Imagens que circulam em redes sociais, mostram a abordagem policial aos irmãos. Em uma das imagens, um dos jovens entra no banco traseiro do carro, e neste momento um policial entra pela porta do motorista, e outro policial pela porta do passageiro do veículo. Já ao fundo aparecer o outro rapaz entrando na viatura da polícia.

Jornal Midiamax