Polícia

Após comandar roubo de malote com R$ 42 mil, ladrão é preso traficando

Usava moto da namorada para traficar

Renata Portela Publicado em 25/01/2017, às 13h31

None
helinho.jpg

Usava moto da namorada para traficar

Na tarde de terça-feira (24), Hélio Minhos Ruiz, de 19 anos, o ‘Helinho’, foi preso em flagrante por tráfico de drogas em Maracaju, cidade a 162 quilômetros de Campo Grande. Contra ele ainda havia um mandado de prisão em aberto, por ter comandado o roubo do malote de uma lotérica da cidade em dezembro de 2016.

Segundo informações da Polícia Militar, equipe recebeu denúncia via 190 de que um rapaz em uma Titan vermelha estaria a caminho de Itahum em uma estrada vicinal e passaria por Maracaju com drogas. Equipes policiais foram até a BR-267, mas nã conseguiram localizar o suspeito.

Momentos depois, os policiais conseguiram novas informações sobre o local onde estava a motocicleta e conseguiram abordar Hélio. Ele foi identificado e com ele foram encontrados três tabletes de maconha, pesando 2,453 quilos do entorpecente.

Questionado sobre a droga, ‘Helinho’ disse que comprou em Ponta Porã e revenderia nas bocas de fumo de Maracaju. Foi constatado ainda o mandado de prisão em aberto pela participação do rapaz no roubo do malote da lotérica, que aconteceu no dia 7 de dezembro.

Conforme o site Maracaju Speed, ele usava a motocicleta Honda Titan vermelha de propriedade da namorada no momento em que foi detido. Ele foi preso em flagrante por tráfico e também responderá pelo roubo.

Roubo e prisões

A mulher de 42 anos procurou a polícia da cidade e relatou que eram 11h30 quando saia da lotérica para fazer um depósito. Ainda na frente do estabelecimento, ela foi surpreendida por dois homens em uma motocicleta preta. Com arma de fogo em punho, um deles anunciou o assalto e desferiu uma coronhada em sua cabeça.

Com a vítima ferida, os suspeitos aproveitaram para pegar a bolsa que estava com ela e fugiram levando um celular Sansung Galaxy S7, R$ 42 mil em dinheiro que pertencia a lotérica e mais R$ 3 mil de propriedade da mulher. Além disso, os documentos pessoais da vítima também foram levados.

Deivid foi preso um dia após o crime, com mais de R$ 12 mil em dinheiro. Equipes do SIG (Setor de Investigações Gerais) conseguiram prendê-lo após descobrirem que ele e o comparsa ‘Helinho’ tinham cometido o assalto. Segundo os policiais, Hélio vigiou a lotérica por aproximadamente uma semana e estudou os horários de saída do malote.

Após planejar a ação, ele chamou Deivid para pilotar a motocicleta, uma Honda Fan placas HTR-4157. Na quarta-feira a dupla abordou a proprietária da lotérica, que levava o malote com o dinheiro, e Hélio, com uma arma em mãos, desceu da motocicleta e foi até a vítima. Ele a feriu com uma coronhada e roubou o malote.

Após o roubo a dupla fugiu e Deivid se livrou da moto nas margens do Rio Cachoeira. Ele foi encontrado e acabou preso com R$ 5.290 em dinheiro. Na residência dele, foram encontrados mais R$ 7.480 e munições de calibre restrito.

Jornal Midiamax