Polícia

Advogado é executado a tiros por pistoleiros na fronteira

Ele foi morto com mais de 15 tiros

Midiamax Publicado em 06/01/2017, às 18h38

None
adv3-660x330.jpg

Ele foi morto com mais de 15 tiros

O advogado paraguaio Elenio Manuel Acosta Gonzalez, de 54 anos, foi executado a tiros na tarde desta sexta-feira (6) em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz divisa com Ponta Porã, a 313 quilômetros de Campo Grande. Ele dirigia um carro com placa brasileira quando foi surpreendido pelos pistoleiros e morto com mais de 15 disparos de pistola calibre 9 mm. 

O crime aconteceu por volta das 13h55, quando o advogado transitava pelas ruas do Bairro Obrero em um Volkswagen Gol, com placas de Ponta Porã. Os pistoleiros, que estavam em uma motocicleta estrangeira, abordaram o veículo e efetuaram vários disparos de pistola 9 mm contra Gonzalez.

Depois do crime, os bandidos fugiram. De acordo com site Porã News, a vítima tentou escapar, mas morreu dentro do carro. Agentes da Policia Nacional e da Divisão de Homicídios e da Criminalística isolaram a área para realização do trabalho da perícia. Em seguida, o corpo foi encaminhado par ao Imol (Instituto Médico e Odontológico Legal).

Gonzalez era conhecido na cidade e fazia parte da associação de advogados do Paraguai. O crime chocou a população e colegas de trabalho da vítima criticaram a falta de segurança na região. 

Jornal Midiamax