Polícia

VÍDEO: presos ‘batem grade’ em Paranaíba e clima é tenso em demais presídios de MS

Seria em "apoio" aos presos de Naviraí

Diego Alves Publicado em 05/08/2016, às 01h22

None
bate-grade.jpg

Seria em "apoio" aos presos de Naviraí

Presos do Estabelecimento Penal de Paranaíba, cidade a 406 quilômetros de Campo Grande, fizeram um “bate grade” na noite desta quinta-feira (04). De acordo com informações preliminares, o fato seria em "apoio" aos presos rebelados em Naviraí. Segundo informações policiais, o clima também estaria tenso nos presídios de Dourados e Três Lagoas.

Já na Penitenciária de Segurança Máxima de Naviraí, foi confirmada a morte de dois presos. O número de mortes durante a rebelião nesta quinta-feira (04) pode ser maior. Também existe a informação de mais de cinco presos feridos.

Naviraí

Uma briga iniciou a rebelião no presídio pelo fato de alguns presos exigirem a transferência de ‘desafetos’. Policiais do município e de outras localidade tentam controlar o motim que já dura cerca de quatro horas. O diretor da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul), Ailton Stropa, segue para Dourados, onde será realizada uma base para tentar conter a rebelião.

A rebelião teria sido causada por causa de rixas entre as facções criminosas PCC (Primeiro Comando da Capital) e Comando Vermelho.

Segundo nota divulgada pela Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) os presos iniciaram a briga por volta das 15 horas desta quinta-feira (4) e depois de se recusarem a retornar para as celas após banho de sol ainda exigiam a retirada de alguns internos do presídio.

A agência confirmou até o m morte de um detento, que não teve o nome divulgado até o momento, e outros preso feridos, um com gravidade. O Corpo de Bombeiros e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) fizeram o atendimento e o transporte dos feridos.

Ainda seguindo a Agepen não há reféns e o reforço na segurança foi providenciado com o envio de mais agentes penitenciários e policiais militares da região e de localidade vizinhas para o presídio. Veja o vídeo aqui.

Jornal Midiamax