Polícia

Trio é preso e confessa ter comprado droga no interior para vender na Capital

Foram apreendidos aproximadamente 200 quilos de maconha 

Midiamax Publicado em 07/04/2016, às 20h00

None
f49a9439-214e-4be5-837b-206a9ed8d4a2.jpg

Foram apreendidos aproximadamente 200 quilos de maconha 

Três homens foram presos por tráfico de drogas na manhã desta quinta-feira (7) no Parque Residencial Iracy Coelho Netto, depois de serem flagrados com aproximadamente 200 quilos de maconha. O trio confessou que pegou a droga em Bela Vista para revender em porções na Capital.

De acordo com o boletim de ocorrência, policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar receberam denuncias de que uma residência da Rua José Ferreira da Cunha funcionava como ponto de venda de drogas e tinha movimento constante de carros com placas de outro estado. Em vistoria no local, os militares flagraram um Fiat Strada, placa HAI-4661, Ubá (MG), saindo da casa.

Os policiais abordaram o veículo na Rua Santa Quitéria e encontraram Elisom de Souza Viera, de 34 anos, como condutor da picape. Em vistoria, nenhum tipo de entorpecente foi achado na Strada.

O suspeito então foi questionado sobre a casa em que estava, mas negou ter ido ao local e ainda alegou que havia acabado de chegar à cidade. Depois de negar várias vezes, o suspeito confessou que a casa era dele e que lá havia vários tabletes de maconha escondidos lá.

De volta a casa, os policiais surpreenderam Tiago Areco Quintana, de 21 anos e José Gerald Aguirre Ocampos, de 22 anos. Foi encontrado ainda um veículo Fiat Stilo, placa HHM-1822, de Sabara (MG), com diversos tabletes de maconha estacionado na garagem e mais porções da droga em uma edícula no fundo do imóvel.

Para a polícia, os três presos contaram que foram até Bela Vista buscas a droga para revender em Campo Grande. Elisom e Tiago viajaram na Strada e serviram de abatedor para José, que conduzia o Stilo carregado com a droga. Pelo transporte, Ocampos afirmou que receberia R$ 5 mil.

O trio foi preso em flagrante por tráfico de drogas e encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga.

Jornal Midiamax