Polícia

Taxista é feito refém, mas escapa enquanto bandido fazia programa com travesti

Autor fugiu  

Thatiana Melo Publicado em 24/10/2016, às 12h25

None
taxi.jpg

Autor fugiu

Por volta das 19 horas deste domingo (23), um taxista foi feito refém ao atender uma falsa corrida, próximo a região da universidade Uniderp Agrárias, em Campo Grande. Depois de 12 quilômetros percorridos com o autor ele foi colocado dentro do porta-malas.

Segundo informações policiais, ao atender a chamada um homem entrou no veículo e teria pedido para ser levado para a Avenida Guaicurus, ao se aproximar do destino, o passageiro de posse de uma garrafa quebrada feriu o pescoço do taxista.

Os dois entraram em luta corporal e a vítima foi trancada dentro do porta-malas do carro. O autor saiu em alta velocidade, e a vítima conseguiu ouvir uma conversa em que o bandido negociava a compra de drogas em uma boca de fumo dando seu celular como pagamento. Ainda segundo a vítima, o autor teria feito sexo dento do táxi, com uma travesti,enquanto ele estava dentro do porta-malas.

Depois de quatro horas preso dentro do porta-malas, ele conseguiu sair e com uma barra de ferro desferiu um golpe contra o rosto do autor, que fugiu em seguida levando o carro. O Batalhão de Choque foi acionado e encontrou o veículo ao lado de um matagal, na Chácara dos Poderes.

O táxi foi apreendido e estava com problemas no sistema elétrico, possivelmente causados pelo assaltante, que não foi localizado. O caso foi registrado como roubo majorado pela restrição de liberdade da vítima na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

(Matéria editada às 10h30 para acréscimos de informações)

Jornal Midiamax