Polícia

Suspeito de furto de gado é preso após gabar-se de carnear novilha para o Natal

Envolvidos podem fazer parte de esquema de lavagem de dinheiro

Wendy Tonhati Publicado em 23/12/2016, às 19h50

Foram presos em flagrante com carne abatida. Imagem ilustrativa.
Foram presos em flagrante com carne abatida. Imagem ilustrativa. - Foram presos em flagrante com carne abatida. Imagem ilustrativa.

Envolvidos podem fazer parte de esquema de lavagem de dinheiro

Dois homens foram presos, nesta sexta-feira (23), pelo furto de 14 cabeças de gado de uma fazenda em Anaurilândia, a 366 quilômetros de Campo Grande. De acordo com o boletim de ocorrência, o crime aconteceu no começo desta semana e os responsáveis foram presos após um deles, ‘se gabar’ que carnearia uma novilha para o Natal. 

Conforme o registro, o suspeito, um homem de 51 anos, estava procurando pessoas para ajudar no embarque de gado. Ele também teria falado em um bar sobre a novilha que prepararia nas festas de fim de ano. A polícia descobriu que ele havia prestado serviço recentemente na propriedade que foi furtada e acabou se tornando suspeito. 

Os policiais foram até a casa dele e encontraram vários quilos de gado abatido. Ele acabou confessando o furto e indicou o outro envolvido, que também foi preso. O suspeito ainda contou que 11 animais já haviam sido embarcados para outras fazendas. O esquema envolvia a emissão fraudulenta de notas fiscais. 

Ainda segundo o boletim de ocorrência, o responsável por emitir as notas fiscais ‘frias’ também já foi identificado. A possibilidade de os envolvidos serem parte de uma associação criminosa que furta cabeças de gado e realiza lavagem de dinheiro. 

O caso foi registrado como abigeato na 1ª DP de Nova Andradina. 

Jornal Midiamax