Polícia

Presídio da Capital tem reforço na segurança para evitar novas fugas

Em Dourados, internos decidiram não fazer qualquer atividade nesta quarta-feira

Arlindo Florentino Publicado em 04/05/2016, às 12h39

None
foto4.jpeg

Em Dourados, internos decidiram não fazer qualquer atividade nesta quarta-feira

Depois que dois detentos conseguiram escapar do Presídio de Trânsito da Capital na última segunda-feira (02), a Polícia Militar ficou em estado de alerta e reforçou a segurança nas muralhas do complexo penitenciário do jardim Noroeste, principalmente na torre 4, apontado como o setor mais vulnerável e por onde poderia ser desencadeada uma fuga em massa.

O reforço foi providenciado devido informações recebidas de que uma fuga em massa estava sendo preparada para a madrugada desta quarta-feira. Segundo o presidente do Sinsap (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária) André Luiz Garcia Santiago, em Campo Grande, apesar do clima de tensão não houve qualquer anormalidade nas últimas horas.

No entanto, em Dourados a situação está mais complicada, pois os internos decidiram fazer uma “greve geral”.

Nesta quarta-feira todos decidiram não fazer qualquer atividade e o setor mais afetado será o de alimentação, pois os responsáveis pela cozinha também não trabalhariam. “Realmente não sei como será resolvido este impasse. Se a situação já está tensa, este clima deve se intensificar mais daqui pra frente”, afirmou Santiago.

Embora a direção da  Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) já tenha anunciado que não haverá qualquer mudança quanto as visitas no domingo (Dia das Mães), os internos de Dourados teriam recebido a informação de que haveriam algumas restrições e em virtude disso teriam iniciado o protesto.

Jornal Midiamax