Polícia

Policias do Brasil e Paraguai “caçam” trio que estava em carro forte na fronteira

Polícia já concluiu que tiro que matou jovem de 17 anos saiu de arma que estava com os bandidos

Arlindo Florentino Publicado em 09/03/2016, às 12h55

None
carro_forte.jpg

Polícia já concluiu que tiro que matou jovem de 17 anos saiu de arma que estava com os bandidos

Com a identificação de dois dos três ocupantes do carro forte que foi apreendido em Ponta Porã, a 312 quilômetros de Campo Grande, está sendo montada uma operação conjunta entre a polícia de Ponta Porã e da Polícia Nacional do estado de Amambay, no Paraguai.

Embora os laudos da perícia ainda não estejam concluídos, policiais da 2ª Delegacia de Ponta Porã, que está investigando o caso, deduziram que a bala que matou o jovem Hugo Gabriel da Silva, de 17 anos foi disparada pelos bandidos que estavam no carro forte

já com esta informação, o delegado Patrick Linares da Costa já adiantou que os ocupantes do vaículo serão indiciados por homicídio, formação de quadrilha e uso de arma e munições de uso restrito. Como existe a informação de que uma outra pessoa (ainda não identificada) havia sido ferida, se isto ficar confirmado, eles também responderão por tentativa de homicídio.

Os dois ocupantes do carro forte identificados são o paraguaio Amado Ramão Benitez e o brasileiro Paulo Augusto de Souza, mais conhecido como 'Pelé'. Os dois seriam membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). Paulo já foi preso pela polícia paraguaia em 2011 por estar com uma grande quantidade de armas, mas conseguiu fugir da prisão pouco tempo depois.

O fato começou quando na tarde de segunda-feira (7), seguranças que trabalham em Pedro Juan Caballero perceberam que o caminhão trafegava pela ruas da cidade sem a logomarca que qualquer empresa de segurança a acionaram a Polícia Nacional. Foi iniciada a perseguição em território paraguaio até que o veículo atravessou a faixa de fronteira e houve o confronto com a polícia brasileira e neste momento Hugo Gabriel passava pelo local em uma moto e acabou atingido.

Os três ocupantes do carro forte conseguiram fugir e acredita-se que o destino tenha sido o território paraguaio, no entanto, as buscas seguem também por alguns bairros de Ponta Porã.

Jornal Midiamax