Polícia

Polícia do MT prende em Campo Grande jornalista suspeito de extorsão

Outros quatro também foram presos

Midiamax Publicado em 12/03/2016, às 18h06

None
delegado.jpg

Outros quatro também foram presos

Operação da Polícia Civil de Mato Grosso prendem 5 jornalistas suspeitos de extorsão, um deles em Campo Grande. Segundo o delegado Anderson Veiga, da Polícia Civil do Estado vizinho, o grupo levantava informações de agentes políticos, empresários que detém contratos com o poder público e pessoas físicas de alto poder aquisitivo, para cometer o crime. Os valores exigidos variavam entre R$ 100 até R$ 300 mil.

Estão presos preventivamente Antônio Carlos Millas de Oliveira e seus filhos Max Feitosa Millas e Maykon Feitosa Millas, do grupo Millas e Comunicação, ligados ao jornal Centro-Oeste Popular. Maykon foi preso em Campo Grande, enquanto o pai e o irmão foram localizados em Cuiabá. Em Brasília, foi preso Naedson Martins da Silva, editor-chefe do Brasil Notícias, Naedson Martins da Silva, também preventivamente. O quinto preso é Antônio Peres Pacheco, detido em cumprimento a mandado de prisão temporária (cinco dias).

Ao jornal mato-grossense Midianews, o delegado Anderson Veiga afirmou que o grupo coagia as vítimas a efetuarem pagamentos vultuosos em troca da não divulgação de certas informações na imprensa.

Segundo a Polícia Civil de Mato Grosso, um empresário confirmou que pagou R$ 100 mil ao grupo. "Algumas vítimas denunciaram o grupo e outras denúncias devem aparecer após a prisão dos suspeitos", disse o delegado.

Jornal Midiamax