Polícia

Para fugir da polícia, suspeito de roubo invade casa e afirma estar visitando filha

Ele foi preso com uma arma 

Midiamax Publicado em 15/11/2016, às 12h39

None
depac_centro_-_cleber_gellio_14.jpg

Ele foi preso com uma arma 

Um jovem de 20 anos foi preso depois de fugir da polícia e invadir a casa de uma moradora da Vila Danúbio Azul, na madrugada desta terça-feira (15). Sávio Dias de Oliveira era suspeito de um roubo e seria abordado pela polícia quando se escondeu na residência. Os policiais ainda apreenderam um revólver calibre 38.

A Polícia Militar foi acionada depois de um assalto no Bairro Estrela Dalva. Segundo o relato, dois suspeitos em uma motocicleta Honda Titan preta tinham roubado o celular e a carteira da vítima. Um dos homens, segundo testemunhas, usava uma blusa cinza e estava armado.

Os militares realizaram rondas por toda a região atrás dos suspeitos, quando na Rua Comendador Gabriel Benedito do Lago avistaram uma moto, com as mesmas características da usada no roubo, estacionada em frente a uma casa. No local, a movimentação era intensa, mas com a presença da polícia, várias pessoas fugiram, abandonando o veículo.

A dona da casa em que a motocicleta foi deixada afirmou a polícia que não conhecia o proprietário do veículo e acabou contanto que um homem tinha invadido o imóvel dela no momento em que viu a viatura da polícia.

Em buscas pela residência, os militares encontraram jogados no chão dois capacetes, uma blusa cinza e um revólver calibre .38, com duas munições intactas, enrolado em um short jeans escondido dentro de uma lixeira, próximo ao portão de entrada. Sávio também estava no local e assim que foi abordado pelos militares resistiu à prisão e agrediu os militares com socos e chutes.

O rapaz foi imobilizado e afirmou que só estava na casa para visitar a filha. A versão foi imediatamente desmentida pela moradora, que reforçou a invasão do suspeito no momento em que a polícia chegou à rua. Segundo o boletim de ocorrência, Sávio estava visivelmente embriagado.

Ele foi preso por porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro. Testemunhas ainda avisaram a polícia que o segundo suspeito havia fugido pulando vários muros, mas ele não foi encontrado. 

Jornal Midiamax