Polícia

Outro caso: jovem procura a polícia ao ser ameaçada de morte pelo ex-patrão

Ele disse que iria matá-la e sumir com o corpo

Alan Diógenes Publicado em 15/03/2016, às 19h49

None
violencia-contra-mulher2.jpg

Ele disse que iria matá-la e sumir com o corpo

Mais uma jovem, de 19 anos, foi ameaçada pelo ex-patrão ao ir ao antigo serviço, por volta das 14h desta terça-feira (15), em uma banca de capinhas para celular, na Avenida 14 de Julho, no Centro de Campo Grande. Ela tinha ido levar o celular para o conserto momento em que o gerente do estabelecimento começou a xingá-la.

Conforme o boletim de ocorrência, assim que entrou na loja, o antigo chefe dela começou a dizer: “Sai da minha loja você é uma vaga*** pir***, você fez um boletim de ocorrência contra mim sendo que eu nunca assediei nenhuma menina, eu vou matar você e sumir com seu corpo”.

Logo em seguida, o gerente veio em sua direção para agredi-la, quando um funcionário da loja o segurou dizendo que se ele batesse nela iria perder a razão e seus direitos.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro como ameaça e injúria.

Outro caso

Uma jovem de 25 anos foi agredida e ameaçada de morte pelo patrão ao ir pedir demissão da lanchonete onde trabalhava, na Vila Progresso, em Campo Grande, na tarde de ontem (14). Conforme o boletim de ocorrência, a jovem teria descoberto que o patrão tinha passagens pela polícia, além de ser agressivo e violento no dia a dia.

Ao ir pedir demissão, a mulher do autor a teria chamado para entrar na residência do casal, momento em que foi agredida tendo os cabelos puxados. Além das agressões, o autor de posse de uma arma a ameaçou de morte.

“Você está me desafiando, vou te matar, vou te matar”. O autor ainda teria dito que se a jovem o denunciasse iria atrás dela. “Vou te procurar e vou te matar, não tenho medo de ninguém”.

Jornal Midiamax