Polícia

Nervosismo de batedores na fronteira entrega traficantes em barreira do DOF

Eles avisavam sobre o bloqueio policial

Renata Portela Publicado em 26/01/2016, às 13h32

None
indice.jpeg

Eles avisavam sobre o bloqueio policial

Na noite de segunda-feira (25), por volta das 19 horas, Gelder Xavier Alves, de 31 anos, e Maxwell de Souza Valentim, de 22 anos, foram presos em flagrante por tráfico de drogas. Eles estavam em um carro na MS-156 e transportavam mais de 500 tabletes de maconha, que pesou quase meia tonelada do entorpecente, Nervosismo de batedores na fronteira entrega traficantes em barreira do DOFque seriam levados para Belo Horizonte (MG). A prisão foi feita em Caarapó, a 273 quilômetros da Capital.

Segundo informações do boletim de ocorrência, equipe do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) fazia bloqueio na MS-156, saída de Caarapó para Amambai, quando abordou o Peugeot cinza, placas do Rio de Janeiro (RJ). O carro era ocupado por três homens e, no momento da abordagem, o motorista e o co-piloto desceram, mas o passageiro que estava no banco de trás, Gelder, ficou no veículo.

Segundo a polícia, durante a abordagem, Gelder teria jogado um celular no matagal nas margens da rodovia. Os outros dois suspeitos, que estavam fora do Peugeot, ficaram olhando para a rodovia, demonstrando nervosismo. A equipe então avistou um Gol, branco, placas de Tarumirim (MG), que também foi abordado. O veículo era ocupado por Maxwell, o motorista, e outro rapaz como passageiro.

Consta no registro policial que, já na abordagem, os militares puderam ver vários tabletes de maconha dentro do Gol. Maxwell confessou que levaria a droga até Belo Horizonte (MG), onde receberia 30 tabletes de maconha como pagamento pelo transporte. Ele foi questionado sobre quem fazia o papel de batedor e ele respondeu que eram os ocupantes do Peugeot.

De acordo com a polícia, os três suspeitos que estavam no Peugeot negaram que estariam avisando Maxwell sobre os bloqueios policiais. Os militares então pegaram o celular que foi jogado no matagal por Gelder e pediram para que Maxwell ligasse para o número que estava ligando para ele durante a viagem. Na ligação, o celular que Gelder jogou fora tocou.

Gelder e Maxwell foram presos em flagrante e encaminhados para a delegacia com os outros suspeitos. Eles responderão por tráfico de drogas e associação criminosa. A droga foi apreendida e totalizou 521 tabletes, pesando 445 quilos.

Jornal Midiamax