Polícia

Na fronteira, comerciante é executado a tiros quando limpava a calçada

Crime pode ter sido um acerto de contas

Thatiana Melo Publicado em 29/01/2016, às 15h06

None
japones_morto.jpg

Crime pode ter sido um acerto de contas

O comerciante Hiroyuki Tamano, de 60 anos, foi executado a tiros na manhã desta sexta-feira (29), na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai quando limpava a calçada de sua residência.

De acordo com as primeiras informações, a execução pode ter sido por um acerto de contas, já que o empresário emprestava dinheiro. A polícia não confirma a informação mas não descarta nenhuma hipótese. O crime ocorreu por volta das 10h30 desta sexta-feira.

O comerciante estaria limpando a calçada quando dois pistoleiros, em uma moto de placas brasileira, passou disparando contra Hiroyuki que teve a cabeça alvejada por um disparo de uma arma 9mm, morrendo de forma instantânea. O corpo do comerciante foi encaminhado para o IML (Instituto de Medicina Legal).

Integrantes da embaixada japonesa no Paraguai afirmaram que irão cobrar do governo paraguaio uma rápida apuração do caso e que os culpados sejam punidos com rigor. Os agentes da Seção de Investigação de Delitos da policia e pela Divisão de Homicídios do estado de Amambay investigam o caso.

*Com informações Porã News

Jornal Midiamax