Polícia

‘Meu pai é coronel do Exército’: homem é detido após desacatar PMs

Ele teria apresentado atitude 'estranha' na abordagem

Renata Portela Publicado em 26/01/2016, às 12h26

None
_mg_2310.jpg

Ele teria apresentado atitude 'estranha' na abordagem

Na noite de segunda-feira (25), um homem de 36 anos foi detido e encaminhado para a delegacia após desacatar policiais militares no Terminal Rodoviário de Campo Grande. Ele teria reagido de forma estranha durante as abordagens a passageiros que desciam dos ônibus e desacatou os policiais ao ser levado para uma sala reservada, dizendo ser filho de um coronel do Exército.

Segundo informações do boletim de ocorrência, registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, equipe da Polícia Militar que atua nas dependências da rodoviária fazia abordagem a passageiros na noite de segunda-feira. Por volta das 19 horas, pessoas que desembarcavam de alguns ônibus eram abordadas.

Conforme relato da militar que trabalhava no momento, o homem de 36 anos, identificado como Marcelo Severino dos Santos, demonstrou atitude suspeita, pois observava objetos de valor de outros passageiros. Segundo a PM, para que não houvesse constrangimento, o passageiro foi convidado para ir até a sala da polícia, instalada nas imediações da rodoviária, para checagem de dados pessoais e revista.

De acordo com a polícia, o passageiro se exaltou e, aos gritos, disse que não iria até a sala, pois não era ladrão. Ainda segundo relato dos militares, ele disse que os policiais deveriam “prender maconheiros”. Por fim, o homem também falou “quem é você para me revistar? Meu pai é coronel do Exército, vou processar vocês”. O policial que fazia abordagem relatou que, com o dedo apontado para o rosto dele, o suspeito ainda disse “você é um vagabundo, não tem que me prender”.

Foi dada voz de prisão ao homem, que ainda agrediu os militares com socos e empurrões, resistindo à prisão. Ele foi encaminhado para a Depac, onde foi ouvido e liberado após ser autuado por desacato e resistência.

Jornal Midiamax