Polícia

Mau cheiro denuncia e vizinhos encontram professor morto em casa

Vítima sofria de hipertensão

Thatiana Melo Publicado em 22/02/2016, às 15h03

None
img-20160222-wa0076.jpg

Vítima sofria de hipertensão

Alfredo Abrão Ferreira de Brito, de 64 anos, professor aposentado foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (22) em cima da cama em sua residência, na Rua da Ilha no Bairro Coophavila, em Campo Grande.

Os vizinhos contaram a equipe de reportagem do Jornal Midiamax, que se preocuparam com o sumiço de Alfredo desde o sábado (20), e que na manhã desta segunda-feira, um dos vizinhos entrou no quintal e ao abrir a janela sentiu um forte odor e viu o idoso deitado na cama.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e foi necessário arrombar as portas da frente da residência que estavam trancadas. De acordo com o Tenente do Corpo de Bombeiros, José Félix, pelo estado do corpo acredita-se que o idoso esteja morto há pelo menos três dias. 

Maria de Jesus, de 66 anos, aposentada afirmou que o professor sofria de hipertensão e tomava remédios controlados. “Ele era uma pessoa boa, e notamos o sumiço no sábado quando não o vimos mais, mas não vi ninguém entrando na residência”, fala.

O corpo do professor aposentado não apresentava nenhuma lesão. A perícia foi acionada e os primeiros indícios é de que seja morte natural.

Jornal Midiamax