Polícia

Indígenas continuam em frente a prédio pressionando coordenador de chefe da Sesai

Direção levou reivindicações para Brasília

Midiamax Publicado em 26/01/2016, às 18h01

None
caarapo_indigenas.jpg

Direção levou reivindicações para Brasília

Um grupo de indígenas continua protestando contra o coordenador regional Adalberto Araújo Corrêa nesta terça-feira (26) em frente ao polo base da Sesai (Secretaria Especial de Saúde Indígena) de Caarapó, distante a 280 quilômetros de Campo Grande.

Ontem, os indígenas ocuparam o prédio pedindo a demissão do coordenador. De acordo com o Site Dorados News, o cacique Norivaldo Marques comentou que as comunidades vêm enfrentando dificuldades e não tem apoio da Sesai.

O cacique afirmou ao site que uma equipe da coordenação da Sesai no Estado está no local conversando com as lideranças. O coordenador da Sesai no Estado, Hilário da Silva, que está indo para Caarapó comentou que o problema não é o coordenador de polo, e que a substituição não seria a solução. “Sabemos que a situação é crítica, mas na semana passada estive em Brasília e repassei o caso, assim como um projeto para melhorar essa questão das viaturas”, explica.

Depois dos funcionários passarem a segunda-feira impedidos de sairem do prédio, a Sesai abriu normalmente nesta terça-feira. A direção disse que já encaminho os pedidos solicitados pelos indígenas a Brasília. 

Jornal Midiamax