Polícia

Idoso esquece cachorro trancado em casa e é ameaçado de morte por inquilino

Segundo vítima, autor é usuário de drogas

Alan Diógenes Publicado em 15/03/2016, às 21h29

None
duas-mulheres-sofrem-agressao-domestica-no-norte-pioneiro-1-680x365_c.jpg

Segundo vítima, autor é usuário de drogas

Um idoso de 64 anos foi ameaçado de morte pelo inquilino de 29 depois que prendeu sem querer o cachorro do mesmo dentro de sua residência. O caso aconteceu por volta das 7h desta terça-feira (15), na Rua Tiradentes, Vila Taveirópolis, em Campo Grande.

Conforme o boletim de ocorrência, a desavença começou quando o idoso reuniu os moradores pedindo que os mesmos plantassem a Crotalaria, planta que ajuda no combate ao mosquito Aedes Aegypti, e fizessem a limpeza do terreno com quatro casas. Todos aceitaram menos o inquilino, que o ameaçou, e sua companheira.

O inquilino disse: “Nós não vamos cuidar disso não e não vamos ajudar com limpeza de quintal nenhum. Nós não temos nada a ver com isso tudo, nem com dengue, nem com sujeira. O responsável é a prefeitura”.

Depois que os outros moradores começaram a fazer a limpeza do terreno, o cachorro do autor entrou na casa da vítima e acabou ficando trancando. O idoso disse que o inquilino visivelmente alterado foi até a casa dele dizendo: “Solta meu cachorro agora se não eu vou meter o pé na porta”. A vítima disse que estava ocupado no momento, mas que já iria soltar o cachorro.

O inquilino então pegou uma cadeira e atirou contra o idoso, além de pegar um cano de PVC  e agredi-lo, sem deixar lesões aparentes. O idoso conseguiu fugiu, mas o inquilino continuou gritando: “Você pode esperar que eu vou te matar. Vou dar um tiro em você”. A vítima disse ainda que o inquilino é usuário de drogas.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro como ameaça e vias de fato.

Jornal Midiamax