Polícia

Homem carbonizado ao lado de residencial pode ter sido morto estrangulado

Teve 95% do corpo queimado

Renata Portela Publicado em 21/09/2016, às 11h45

None
funerariaeditada.jpg

Teve 95% do corpo queimado

O corpo encontrado carbonizado ao lado do Residencial Beirute, no Jardim Veraneio, é de um homem, concluiu a Perícia. Equipes do Corpo de Bombeiros e Polícia Civil também estiveram no local na manhã desta quarta-feira (21), na Rua Doutor Abdalla Duailibi.

Segundo o delegado Camilo Kettenhuber Cavalheiro, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, foi possível identificar que a vítima é um homem, de idade aparente entre 30 e 40 anos. Ele teve 95% do corpo queimado, mas ainda assim os peritos e investigadores conseguiram notar que estava com a língua protusa, para frente.

Tal fato dá indícios que o homem teria sido estrangulado antes de ter o corpo queimado. Ainda segundo o delegado, por enquanto não é possível dizer se o homicídio ocorreu no local ou se o corpo foi 'desovado' no matagal e queimado. Por conta do estado do corpo, a suspeita é de que tenha sido usado algum tipo de combustível para o incêndio.

Com parte da mão da vítima, que não foi queimada, a Perícia tentará fazer um exame papiloscópico, para identificar o homem. Ainda assim, se houver dificuldades, o delegado solicitará um exame de DNA ou um exame necropapiloscópico.

O caso deve ser investigado pela 3ª Delegacia de Polícia Civil.

Jornal Midiamax